outubro 05, 2007

Razão de ser


Já tardava!

Há muito que pensava criar este espaço.
Sobre o tema, pesado, de viver com a doença de Alzheimer.

Na esperança, talvez, de conseguir aliviar o peso que carrego, por força de circunstâncias familiares.

Sem medo de usar as palavras.Mas nunca usando o nome de quem falo.

Por favor...Compreendam o pudor.Entendam a sinceridade.

Sintam a dor.Partilhem dela.Para que se torne menor.

Quem souber do que falo, saberá que não exagero.

Tudo o que disser será verdade. Acontecida. Vivenciada.

Talvez alguém encontre aqui alguma coisa que lhe toque. Talvez lhe sirva a minha experiência...

Talvez do que aqui ficar, fique uma memória. Sobre quem já a perdeu.

Talvez ainda haja tempo...

Talvez...


1 comentário:

ARIMATÉIA SOARES disse...

Partilhar o momento d'aquém , d'além do mar
d'aqui e d'ali donde o horizonte tem origem e fim,
patrícios de plagas distantes
caminhantes do recaminhos
da mesma língua/idiomas parecidos
neologismos
tua dor é por cá próxima da minha.Irmã, vive e sê feliz em reaVIVAR ATIvas tuas MEMÓRIAS